Arquivos do Blog

I Nova Parada LGBT do Rio – SEM MEIAS PALAVRAS

dilmaecio

No dia 12 de outubro, numa tarde de névoa em Copacabana, cerca de 300.000 pessoas marcharam por direitos, segundo a organização do evento. A Parada (que se movimenta!) exigiu que os dois candidatos à presidência da República se comprometam, SEM MEIAS PALAVRAS, com pautas como criminalização da homofobia, legalização do aborto e libertação dos mamilos femininos. Ao fim do post, o Manifesto do protesto. Confira vídeos e fotos do evento:

 

Leitura do Manifesto ao fim da manifestação

Álbum de fotos “Guerrilha de Crochê”
agulhadecroche

Álbum de fotos Coletivo Mariachi
agulhadecroche3

Álbum de fotos MIC – Mídia Independente Coletiva
agulhadecroche2

Álbum de fotos de Eurritmia
agulhadecroche5

Álbum de fotos do Pagu – Núcleo Feminista da FACHA
agulhadecroche4

ϟ MANIFESTO DA NOVA PARADA LGBT ϟ

Estamos certos de que que não é necessário ter DINHEIRO para exigir DIREITOS.

Exigimos que os dois candidatos à presidência se comprometam com as seguintes pautas, sem meias palavras:

1 – Criação de uma lei que regule o Casamento Civil Igualitário.#‎SemMeiasPalavras‬
2 – Criminalização da homofobia com penas socioeducativas para agressões verbais e atos discriminatórios, e agravamento de pena para crimes de lesão corporal e homicídio. #SemMeiasPalavras.
3 – Legalização do Aborto: plena independência das mulheres para não parir (no SUS), ou parir onde quiser e como quiser (parto em casa). #SemMeiasPalavras
4 – Distribuição de material educativo para prevenção do HIV, da homofobia e da violência contra a mulher em todas as escolas do Brasil. #SemMeiasPalavras.
5 – Programa Mais Trans: criação de política pública de promoção de qualidade de vida para travestis e transexuais, como aprovação da Lei João Nery. #SemMeiasPalavras.
6 – Libertação imediata dos mamilos femininos: peito de fora não é ato obsceno. #SemMeiasPalavras.
7 – Reforma tributária religiosa: tributação fiscal de toda instituição religiosa. #SemMeiasPalavras.
8 – Plena igualdade e mais facilidade para casais hetero ou homossexuais no processo de adoção, pelo direito das crianças de terem uma família. #SemMeiasPalavras.
Um momento de encontro e expressão de pessoas gays, lésbicas, transexuais, travestis, bissexuais, pansexuais, heterossexuais, feministas, afeminadas, caminhoneiras e todos os desviados que não aceitam mais a Ditadura do Normal.

Estarão presentes e assinam o manifesto:
Pink Bloc e Glitterterrorismo
Ditadura Gay
– Jihad Passiva
– Brigada Sapatão
V de Viadão
Ocupa Lapa
Reage Artista
– Drag Attack
– Bear Nation
Carnavandalirização
– Grupo Barthes PUC-Rio
Centro de Teatro do Oprimido
Eleganza Extravaganza
– Insurgência Babadeira
– PUC-Rio Queers
Planta na Mente
Articulação de Mulheres Brasileiras
– Green Bloc (Marcha da Maconha)
Drag-se
Zine xereca
Diversitas UFF
Conspiração dos Unicórnios Satânicos Pela ditadura Comunista Gay e Feminazi

10417496_788042204595027_3347252220835821428_n

Anúncios

ϟ ❤ ϟ MANIFESTO PINK BLOC ϟ ❤ ϟ

pink-bloc

MANIFESTO PINK BLOC

♥ O PINK BLOC não é um grupo deliberadamente hostil. Nossa luta é contra o patriarcado, o machismo, a homofobia, a transfobia e as organizações opressoras da felicidade humana.

♥ O PINK BLOC é organizado de forma horizontal, descentralizada, vertical, de frente e de costas. Não temos líderes e não somos necessariamente monogâmicos. Por acreditarmos que o amor é um sentimento anárquico por natureza, resolvemos radicalizar. Se você vive alguma forma de amor não-tradicional, é um PINK BLOC em potencial.

♥ Declaramos inimigos quaisquer meios de repressão e/ou opressão, sejam essas de caráter físico ou psicológico. Eles, mais do que ninguém, precisam do choque de amor.

♥ A corporação policial do RJ tem, por meio de suas ações, um papel opressor e repressor. Repudiamos qualquer tipo de violência, apesar de acharmos que seus bumbuns ficam lindos naqueles uniformes.

Ações diretas do PINK BLOC:
– Glittervandalismo em símbolos do patriarcado
– Choque de amor anti-machismo
– Barricada laica contra igrejas que tentam avançar no cenário político
– Atos de felicidade explícita

O PINK BLOC é uma manifestação de cunho político, que pretende trazer as pautas políticas para a festa LGBT e vice-versa.

JUNTE-SE AO PINK BLOC! TRAGA GLITTER!

Kit Gay do Rafucko

O Kit Gay do Rafucko já está disponívelSaiba mais.

Gays assistindo à entrevista de Silas Malafaia

Filmei dois gays assistindo à entrevista de Silas Malafaia com Marília Gabriela:

Assista também:
Mesa Quadrada: Lei da Moral e dos Bons Costumes

Editor adjunto da revista VEJA explica mal-entendido em reportagem sobre gays

Pessoal que bradou contra a VEJA no Facebook e no Twitter: as intenções do jornalista eram boas, vocês que entenderam errado!

Mas tudo bem, também… acontece.

Tutorial de maquiagem: Ataque Homofóbico

Esse tutorial de maquiagem, desenvolvido em parceria com a Julia Petit, ensina você a fazer um look de quem sofreu um ataque homofóbico. Aprenda e se cuide!

Mais tutoriais de maquiagem do Rafucko:

 

Tutorial de Maquiagem: Cara de Facebook

Tutorial de Maquiagem: Cara de Acidente na Dutra

Tutorial de Maquiagem: DM da Julia Petit

Humor, Arte e Diversidade Sexual na USP

Ontem participei de uma conversa com o incrível Laerte Coutinho na Escola de Direito da USP. Falamos sobre arte, humor e preconceito. O mais interessante do encontro foi ver um pessoal que não tá preocupado com “policiar o politicamente correto”, mas sim que preza o respeito ao próximo acima do riso. No humor, dá pra ser politicamente incorreto sem ofender nem oprimir.

Eu com Laerte e o pessoal do GEDS (Grupo de Estudos de Diversidade Sexual)

Um papo muito bom, com gente muito bacana e lúcida. Pra quem foi (e quem não foi também), seguem os vídeos que mostrei durante o encontro:

Falei também do vídeo abaixo (que acabamos não assistindo, então posto aqui), que fiz só com comentários de vídeos e notícias relacionados a homofobia. Algumas pessoas reproduziram o vídeo concordando com a minha fala, sem entender a ironia, fazendo, assim, uma piada sobre si mesmos.

Mais tarde, posto o novo tutorial de maquiagem, que estreia hoje, às 19h, no Salão de Estudantes da Faculdade de Direito (no Largo São Francisco). :)

Se Eduardo Paes falasse a verdade sobre suas alianças

Como seria a campanha do candidato à prefeitura do Rio, Eduardo Paes, se ele falasse a verdade? – Ep. 1: As Alianças

Quem suja agora, vai sujar depois

Estou fazendo parte do Movimento Quem Suja Agora Vai Sujar Depois, contra políticos que sujam as ruas na época das campanhas – e, naturalmente, continuam sujando nossa política nos 4 anos que seguirão. No vídeo abaixo, você aprende o que fazer com os panfletos que você pode colher nas ruas da sua cidade – uma coisa bem simples, pra todos os gostos.

Aqui, falo um pouco sério sobre os políticos sujões:

Ditadura Gay – O Golpe

O Golpe foi dado. Está instalada a Ditadura Gay no Brasil.

(o roteiro deste vídeo foi desenvolvido em conjunto, no Twitter, através da hashtag #ditaduragay. Obrigado a todos que participaram – muitas sugestões não aparecem no vídeo mas inspiraram igualmente :)

%d blogueiros gostam disto: