Arquivos do Blog

Assessor do shopping JK fala sobre “rolezinhos”

Em vídeo exclusivo do blog Rafucko, representante de shopping center paulistano fala sobre os “rolezinhos” que estão assustando o paulistano.

Veja também:
Editor-adjunto da VEJA comenta reportagem sobre homens que fazem sexo com cabras

Anúncios

Humor não é crime, preconceito é.

Hoje li, pela primeira vez, um humorista comparando a questão do humor “politicamente incorreto” à questão das biografias, dizendo que haveria uma tentativa de censura da “polícia do politicamente correto”.
Não caiam nesse papo cheio de má-fé. Este é o último argumento daqueles que querem destilar seus preconceitos sem serem questionados.
No último domingo, Bruno Mazzeo fez um quadro sobre a abolição da escravidão no Fantástico. Apesar de muita gente saber enumerar os absurdos da esquete melhor que eu (http://bit.ly/1fgrI2a), o que mais me incomodou foi o fato dos personagens falarem “negro” como se fosse um palavrão. Uma alfinetada na “polícia do politicamente correto”, que só deixaria chamarem os negros de “afrodescendentes”. Se passassem mais tempo refletindo sobre seus preconceitos, não precisariam ser tão seletivos com seu vocabulário. Preto não é xingamento para quem sabe que o negro não é inferior ao branco. Viado não é ofensa se você não trata o gay como submisso, inferior, infantilizado.
A ofensa está na intenção, e não na palavra. Ridicularizar o oprimido é uma liberdade de todos, mas há que se ser forte o suficiente para aguentar as críticas de quem não se submete mais à opressão. E dá pra fazer isso sem parecer um menino mimado contrariado. É difícil, mas tenho certeza que vocês conseguem…

Rachel Sherazade vs. Valesca Popozuda

A gêmea boa de Rachel Sherazade faz um comentário sobre o preconceito travestido de opinião.

Preconceituoso, sim. Mal-educado, nunca.

Em vídeos onde defendo o PL 122 (projeto de Lei que criminaliza a homofobia), algumas pessoas comentam que o projeto “fere a liberdade de expressão”, pois ninguém mais poderia ser publicamente contra o homossexualismo (sic).

Então, pra quem acha normal discriminar abertamente, preparei um vídeo com algumas dicas sobre como seguir sendo preconceituoso, sem perder os bons modos! Aprenda:

Assista também:

Ditadura Gay – O Golpe
Humorista explica clube KKK de humor criminalmente incorreto

Humorista explica clube KKK de humor criminalmente incorreto

Após inúmeras reclamações sobre o Proibidão do Humor, um humorista esclarece o mal-entendido:

Um rápido momento sério: não é uma questão de “polícia do politicamente correto”. É que se você respeita, você simplesmente não acha graça. E aí, vê que não é uma piada, mas uma ofensa despropositada.

(in)Versões do Preconceito

%d blogueiros gostam disto: